Principal Blog

Bahia conquista primeira identificação geográfica de vinhos tropicais do Brasil

O Vale do São Francisco, na Bahia, é a primeira região do Brasil a receber a indicação geográfica de vinhos tropicais. O registro conquistado – Indicação de Procedência Vale do São Francisco – abre mercados internacionais para o vinho baiano. O processo que levou à obtenção do selo foi conduzido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), com resultado anunciado na última semana. O novo status foi divulgado na Revista de Propriedade Industrial (RPI) nº 2704.

O levantamento para se conseguir o selo é baseado em requisitos equivalentes aos da União Europeia. A demanda para o estudo partiu do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco (Vinhovasf), instituição privada, sem fins lucrativos, que congrega os produtores, viticultores, além de vinícolas.

A indicação protege vinhos originais do Vale do São Francisco, indicada como região de geografia peculiar no contexto mundial, levando em consideração a diversidade de uvas que podem ser cultivadas. No Vale, pode-se encontrar variedades adaptadas a diferentes condições de clima, solo e biomas. O registro contribui com o fortalecimento da relação entre as vinícolas da região, especialmente pela busca comum de melhoria constante na qualidade e expressão da tipicidade dos vinhos elaborados.

Vinhos do Vale do São Francisco ganham certificação de origem

Para o Secretário da Agricultura da Bahia, Leonardo Bandeira, o selo, além de agregar valor aos vinhos produzidos no Vale do São Francisco, mostra-se como exemplo da eficiência do trabalho realizado no campo, na Bahia, estado que, frisa o secretário, entrega produtos de qualidade para os mercados interno e externo.

“A nossa região do Vale do São Francisco é capaz de produzir uma média de 1,5 milhão de litros de vinho por ano. Mas nessa parte da Bahia também merece destaque a produção de espumantes, que está em aproximadamente três milhões de litros por ano”, acrescentou Bandeira.

fonte: https://pimenta.blog.br/2022/11/07/bahia-conquista-primeira-identificacao-geografica-de-vinhos-tropicais-do-brasil/

A nova Pesquisa FORTEC de Inovação já está disponível para download

0

A Pesquisa FORTEC de Inovação é uma ação da associação, realizada desde 2016, que reúne informações das políticas e atividades de proteção da propriedade intelectual e transferência de tecnologia dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT).

Esta ação consiste em um esforço para compreender o estágio de maturidade dos NIT do Brasil, suas potencialidades e vulnerabilidades, subsidiando o FORTEC no planejamento de ações e atividades de apoio para cumprimento ao seu papel junto as Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) que atende.

Conheça os Candidatos para Gestão 2023-2024 FORTEC e veja como votar!

0

Eleições 2023-2024 FORTEC
Conheça os candidatos e veja como votar!

Para votar o associado deve estar em dia com a anuidade 2022 e se habilitar pelo link: https://forms.gle/QmQDHfh2zJpuM3Zi6.
Atenção é necessário preencher o link até o dia 05/10/2022 às 18 horas para votar!

No caso de Associado Pessoa Jurídica, confira se o representante junto ao FORTEC esta atualizado na lista: Associados Pessoa Jurídica FORTEC. Caso não esteja atualizado, no próprio link de habilitação há espaço para envio de procuração simples do representante legal do associado.

CANDIDATURAS PARA A GESTÃO 2023-2024 DO FORTEC
Candidaturas homologadas pelo Diretório FORTEC em 28 de setembro de 2022

DIRETORIA – Chapa “Inovação para um Brasil mais humano”

Associado  Cargo Histórico Análise 
Gesil Sampaio Amarante Segundo Presidente Presidente FORTEC 2021-2022, Vice-Presidente FORTEC 2019-2020, Diretor do FORTEC (2014-2018), Vice- Coordenador Regional NE (2012-2014), Vice Coordenador-Geral do NIT-UESC. Associado Pessoa Física. Elegível
Ana Lúcia Vitale Torkomian Vice-presidente Vice-Presidente FORTEC 2021-2022, Pela UFSCar Fundadora e Membro da Coordenação Nacional do FORTEC (2006-2010); Coordenadora da regional Sudeste (2014-2016); Diretora Técnica (2016-2020), já como Associada Pessoa Física. Elegível
Juliana Corrêa Crepalde Medeiros Diretora Técnica Diretora FORTEC 2021-2022, Vice- Diretora da Coordenação de Transferência e Inovação Tecnológica -CTIT
Associada Institucional UFMG
Elegível
Silvia Beatriz Beger Uchoa Diretora Técnica Diretora FORTEC 2021-2022, Professor Visitante no Instituto de Química e Biotecnologia da UFAL.

Associada Pessoa Física

Elegível
Jaqueline da Silva Albino Diretora Técnica Universidade do Estado de Mato Grosso, atuando na Agência de Inovação-AGINOV-UNEMAT. Elegível
Maria do Perpétuo Socorro de Lima Verde Coelho Diretora Técnica UFAM e atualmente Diretora do Departamento de Acesso ao Patrimônio Genético e Conhecimentos Tradicionais Associados Elegível
Vinicius Farias Campos Diretor Técnico Coordenador da Regional Sul FORTEC 2021-2022, Professor Associado do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec) da UFPel. Elegível

 

Conselho Fiscal

Associado Vínculo  Análise
Irineu Afonso Frey Associado Pessoa Física Elegível
Ana Paula Matei Associada Pessoa Física Elegível

 

Coordenação Regional NORTE (NO) – Chapa “Articulação Norte”

Associado  Cargo Vínculo Análise
Marcio Rodrigues Miranda Coordenador Regional NO Associado Pessoa Física Elegível
Claudia Cristina Auler do Amaral Santos Vice Coordenadora Regional NO Associado Institucional Universidade Federal do Tocantins Elegível
Sheila de Souza Corrêa de Melo Suplente Regional NO Associado Pessoa Física Elegível

 

Coordenação Regional NORDESTE (NE) – Chapa Nordeste em ação pela inovação

Associado  Cargo Vínculo Análise
Olivan da Silva Rabêlo Coordenador Regional NE Associado Pessoa Física Elegível
Rebeca Lydia Pernambuco Lins Pessoa Vice Coordenadora Regional NE Associado Pessoa Física Elegível
Helano Diógenos Pinheiro Suplente Regional NE Associado Pessoa Física Elegível

 

Coordenação Regional CENTRO-OESTE (CO) – Chapa “NIT CO”

Associado  Cargo Vínculo Análise
Fernanda Marques Caldeira Coordenador Regional CO Associado Institucional Instituto Federal do Mato Grosso Elegível
Rogério Alexandre Nunes dos Santos Vice Coordenador Regional CO Associado Pessoa Física Elegível
Paulo Gustavo Barboni Dantas Nascimento Suplente Regional CO Associado Pessoa Física Elegível

 

Coordenação Regional SUDESTE (SE) – Chapa “Regional Sudeste”

Associado  Cargo Vínculo Análise
Karla Bernardo Mattoso Montenegro Coordenador Regional SE Associada Pessoa Física Elegível
Cecilia Anita Hasner Domjan Vice Coordenadora Regional SE Associada Pessoa Jurídica Empresa Prospective Elegível
Marcelo Gomes Speziali Suplente Regional SE Associado Institucional Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Elegível

 

Coordenação Regional SUL (SU) – Chapa “FORTEC-SUL”

Associado  Cargo Vínculo Análise
Adriano Leonardo Rossi Coordenador Regional SU Associado Pessoa Física Elegível
Clarissa Stefani Vice Coordenadora Regional SU Associado Institucional Universidade Federal de Santa Catarina Elegível
Erika Juliana Dmitruk Suplente Regional SU Associação Pessoa Física Elegível

 

Conselho Consultivo

Indicados Vínculo  Análise
Ana Paula Matei Associada Pessoa Física

Conselheira Fiscal 2021-2022

Elegível
Cristina Maria Assis Lopes Tavares da Mata Heremida Quintella Associada Pessoa Física

Ex Presidente

Conselheira Consultiva 2021-2022

Elegível
Edilson da Silva Pedro Associado Pessoa Física

MCTIC

Conselheiro Consultivo 2021-2022

Elegível
Erik Schüler Associado Institucional Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS

Conselheiro Consultivo 2021-2022

Elegível
Henrique Rego Monteiro da Hora Associado Pessoa Física Elegível
Henry Suzuki (Axonal) Associado Pessoa Física

Conselheiro Consultivo 2021-2022

Elegível
José Roberto Branco Ramos Filho Associado Pessoa Física Elegível
Leila Costa Duarte Longa Associado Pessoa Física Elegível
Maria Celeste Emerick Associada Pessoa Física

Conselheira Gestão 2017-2018 e 2019-2020 e 2021-2022

Elegível
Maria da Graça Ferraz Associada Pessoa Física Elegível
Marli Elizabeth Ritter Dos Santos Associada Pessoa Física

Ex-Presidente

Diretora 2021-2022

Elegível
Newton Cesário Frateschi Associado Pessoa Física

Conselheiro Gestão 2019-2020 e 2021-2022

Elegível
Noélia Falcão Associado Institucional Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Diretora 2019-2020 e 2021-2022

Elegível
Renata Lisboa Associada Pessoa Física Elegível
Rubén Sinesterra Associado Pessoa Física

Ex Presidente FORTEC

Conselheiro 2021-2022

Elegível
Ricardo Silva Pereira Associada Pessoa Física

Conselheiro Consultivo 2021-2022

Elegível
Shirley Virgina Coutinho Associada Pessoa Física

Ex-presidente

Elegível
Silon Junior Procath da Silva Associado Pessoa Física Elegível
Sonia Mabel Alvarado Santana Associada Pessoa Física Elegível
Wagna Piler de Carvalho dos Santos Associada Pessoa Física

Diretora Técnica Gestão 2019-2020 e atual Presidente da CAN Profnit

Elegível

 

 

‘O grande desafio para as empresas brasileiras se diferenciarem no mercado e prosperarem é a aproximação com as Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs)’

A declaração é do empresário e presidente da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX), Ruben Delgado, em entrevista para o FORTEC. Delgado fará a palestra magna na abertura do XVI Encontro Nacional do Fortec/ VI Congresso Internacional do PROFNIT e XII Prospect&I em Maceió no dia 3 de outubro de 2022. Para Delgado, o Brasil reúne as condições necessárias para alcançar o desenvolvimento e soberania, mas precisa urgentemente focar em áreas de excelência, e a interação empresas-ICT é peça chave nesta estratégia.

Por Karla Bernardo Montenegro 

Fortec/PROFNIT– Fazendo referência ao tema do evento FORTEC-PROFNIT: ‘Construindo a independência com Ciência, Tecnologia e Inovação’, em sua opinião quais são as ações e as políticas necessárias para atingirmos a soberania nacional em CT&I?

Rubén Delgado– Fundamentalmente é necessário fazer escolhas. O Brasil aporta C&T para diversas áreas, mas não define e aposta em áreas de excelência, de referência. O Brasil precisa ser excelência no que ele faz melhor. Estamos em um mundo colaborativo, continua sendo fundamental manter parceiros complementares, quanto mais países colaborarem com o seu nicho tecnológico, melhor. Mas, apesar da intensa colaboração é importante que o Brasil se concentre em áreas específicas para virar referência mundial. Temos capacidade para tornar esta meta realidade.

 

Fortec/PROFNIT – Sua área de especialidade é a tecnologia da informação. Qual a importância de criarmos tecnologias e algoritmos desenvolvidos no Brasil para evitar o ‘colonialismo digital’, a reprodução de padrões de países desenvolvidos que muitas vezes não reconhecem a cultura e questões sociais de países em desenvolvimento, como o Brasil?

Rubén Delgado – É muito importante criar algoritmos no Brasil. Toda tecnologia nova quando surge, praticamente iguala as chances. É onde o país deve apostar. O Brasil é celeiro de técnicos, que precisam empreender, criar novas empresas, sob o risco que estas pessoas se transfiram para outros países. Precisamos criar nossos times aqui, prosperar no Brasil. O conhecimento precisa ser empreendido.

Fortec/PROFNIT – Como acionista em empresas de base tecnológica, como enxerga a jornada do ‘empreendedor do conhecimento’ no Brasil? Quais são os desafios e as oportunidades?

Rubén Delgado – O grande desafio: aproximação com a academia. Para ter diferencial, precisa da pesquisa, da aproximação com a área científica! Os desafios do Brasil são enormes: redistribuição de riquezas, diminuir a distância do consumidor de tecnologia e do não consumidor de tecnologia…ainda tem muita distância entre ICT e empresa e esta situação não pode continuar. A Lei inovação veio ajudar mas ainda tem pouco uso, é preciso facilitar aquisições por parte do governo, tem que superar os desafios de forma mais rápida do que estamos fazendo.

 

Fortec/PROFNIT – Como o Fortec, como associação de gestores de inovação e transferência de tecnologia e o PROFNIT, como pós-graduação (Mestrado Profissional) podem fazer a diferença para atingirmos a soberania nacional em CT&I?

 

Rubén Delgado – O Fortec, os gestores de inovação em ICT e a academia podem se aproximar mais do empresariado. Os editais precisam cada vez mais aproximar empresas âncoras, ICTs e startups. O benefício é para todos. O risco diminui quando cada um faz a sua parte. ICT aporta conhecimento, startup tenta transformar ideias em produtos e as empresas desenvolvem a tecnologia em parceria. A SOFTEX vem promovendo editais de aproximação, é preciso multiplicar estas iniciativas pelo Brasil e trabalhar muito na resolução conjunta de desafios tecnológicos.

 

Saiba mais

XVI Encontro Nacional do Fortec/ VI Congresso Internacional do PROFNIT/ XII ProspeCT&I (evento híbrido)

De 3 a 8 de outubro de 2022

Local: Maceió

Site do evento: https://fortecprofnit2022.com/

Inscrições: https://doity.com.br/fortecprofnit2022

 

Oportunidades (abertas até 30 de setembro 2022) para apresentação de trabalhos:

– Sessões de Pitch Invertido

Empresas apresentam para o ecossistema de inovação oportunidades/desafios tecnológicos

– Sessão: ‘Conte-me algo que não sei – Ecossistema de Inovação’

Governo, empresas e ICTS apresentam soluções replicáveis para o ecossistema de inovação

 

Para mais informações: Envie um email para: evento2022@fortec.org.br

Para assessoria de comunicação: fortecprofnit2022@fortec.org.br

Assembleia Geral Ordinária do FORTEC

0

Baixe aqui o documento “Assembleia Geral Ordinária do Fortec”

Prorrogado até 27 de setembro: Candidaturas a sede dos próximos Encontros FORTEC-PROFNIT

0

Baixe aqui o documento “Candidaturas a sede dos próximos Encontros Fortec-PROFNIT”.

Prazo prorrogado até terça-feira, dia 27 de setembro, até 18h!

Prorrogado até terça, 27 de setembro: Candidaturas para a gestão 2023-2024

0

Baixe aqui o edital “Candidaturas para a gestão 2023-2024”.

Prazo prorrogado até terça-feira, dia 27 de setembro, até 18h!

PROFNIT lança edital com informações para o Exame Nacional de Acesso (ENA 2023)

A Comissão Acadêmica Nacional do PROFNIT (Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação) lançou edital com informações para o Exame Nacional de Acesso (ENA 2023) para ingressantes no PROFNIT no ano letivo de 2023.

As inscrições serão realizadas, exclusivamente, na página do PROFNIT Nacional, na internet, no período de 15 a 22 de setembro de 2022.

Os candidatos devem seguir as seguintes etapas:

Preencher o Formulário de Inscrição (de 12h00 do dia 15/setembro/2022 até às 23h59 de 22/setembro/2022 (horário oficial de Brasília)

  1. Efetuar o pagamento da taxa de inscrição ou obter o comprovante de CadÚnico.
  2. Enviar o comprovante de pagamento através do preenchimento do Formulário de Envio de Comprovante de Pagamento ou de CadÚnico (até 23h59 do horário oficial de Brasília de 23/setembro/2022).

O PROFNIT

É um programa presencial do FORTEC em rede nacional de Pontos Focais, com Sede acadêmica em um dos pontos focais, oferecido aos profissionais graduados que atuam em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia e Inovação Tecnológica dentro do âmbito das competências dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs), servidores e membros de equipes de Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), bem como em outras instâncias afins do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI).

Edital e demais informações: https://profnit.org.br/exame-nacional-de-acesso-ena23/

Falta de diversidade no ecossistema de inovação exige ação

Os dados são desanimadores. De todo o volume de investimento feito em startups no ano
passado, apenas 0,05% foi para empresas fundadas apenas por mulheres. A maioria das
empresas é formada por homens brancos, o que não representa a maioria da população.
A falta de acesso histórica a oportunidades por grupos minorizados, em especial pessoas
negras e mulheres, não só trabalha para a manutenção dessa disparidade, como também
reforça estereótipos e preconceitos raciais e de gênero. Mudar essa realidade é importante
não só por uma questão de justiça social, mas como forma de aumentar a qualidade das
próprias inovações geradas. Diversas pesquisas demonstram que o grau de inovação em
um ecossistema ou empresa é tão grande quanto o nível de diversidade das pessoas que o
compõem. Faz sentido. Diversidade traz mais pontos de vistas, vivências e repertórios,
que, combinados, trazem mais criatividade, outras visões de oportunidades e novas
formas de soluções.

Outro aspecto relevante dessa temática está na falta estrutural de mão de obra qualificada
pra o setor de tecnologia. Há mais vagas do que pessoas qualificadas para preenchê-las e
esse déficit vem crescendo nos últimos anos. Elas exigem ações voltadas para a formação
de mais pessoas na área e trazem e uma grande oportunidade de se aumentar o grau de
diversidade da área.

Nessa temática, é importante reconhecer o papel de políticas públicas voltadas para a
promoção de mais diversidade no ecossistema de empreendedorismo e inovação. Um
levantamento feito pela Dínamo em 2021 mostrou exemplos do mundo todo, de ações
nesse sentido, como programas no Canadá e na cidade de Nova York. Ao mesmo tempo,
uma nova versão do mapeamento lançada na semana passada pela entidade (do qual este
colunista fez parte como coautor) demonstra que muito pouco foi feito nessa área no
Brasil.

Se de um lado o novo mapeamento dá luz a boas iniciativas, como os programas de
inclusão de empreendedores negros do Sebrae SP, de outro fica nítida a necessidade de
mais ações nessa direção. Por isso, lançamos na Dínamo um grupo de trabalho multidisciplinar, com experiência e vivência na temática, com o objetivo de elaborar propostas e sugestões de políticas públicas direcionadas à promoção da diversidade e
inclusão no ecossistema. Entendemos que, mais do que jogar luz sobre o problema, é
preciso partir para a ação para enfrentá-lo e esperamos que a iniciativa renda frutos nesse
sentido.

Por Felipe Matos

Fonte: Republicação da matéria original do Estadão https://link.estadao.com.br/noticias/inovacao,falta-de-diversidade-no-ecossistema-de-inovacao-exige-acao,70004125437.amp

Fortec e Profnit anunciam evento conjunto de 3 a 8 de outubro em Maceió

‘Construindo a independência com Ciência, Tecnologia e Inovação’ é o tema do XVI Encontro Nacional Fortec; VI Congresso Internacional Profnit e do XII ProspeCT&I, com realização conjunta este ano. A união dos eventos resultou em ampla e diversificada programação voltada para todo ecossistema de inovação, que poderá optar pela participação presencial ou online. As inscrições estão abertas. Saiba todos os detalhes em: https://fortecprofnit2022.com

Duas semanas antes do início do evento, de 19 a 23 de setembro de 2022, o Fortec e o Profnit oferecerão cinco minicursos com o intuito de qualificar profissionais nas áreas temáticas de atuação: dia 19/9 ‘Direitos Autorais: conceitos básicos, tendências e ambiente digital’; dia 20/9 ‘Políticas de Inovação das ICTs e a implementação dos instrumentos para formação de parcerias e alianças estratégicas’; dia 21/09 ‘Construa seus indicadores!’; dia 22/09 ‘Marketing de Tecnologia’ e dia 23/09 ‘Metodologia da Pesquisa Científico-Tecnológica e Inovação’.

Segundo o presidente do Fortec, Gesil Amarante II, “ao completarmos 200 anos de jornada como país independente, é evidente que falta muito para construirmos um nível de autonomia tecnológica de que uma nação de 210 milhões de habitantes necessita. Temos, no entanto, todos os elementos necessários para nos tornarmos capazes de resolver os nossos problemas, econômicos, sociais e ambientais, em harmonia e cooperação com as demais nações. Temos talentos, criatividade, instituições geradoras de conhecimento e de tecnologia, instrumentos legais e ambientes promotores de Inovação”, ressaltando que o ecossistema de inovação brasileiro encontrará no evento Fortec-Profnit muitas oportunidades de parceria em prol da inovação.

O Reitor da UFAL e Representante do Profnit junto à CAPES, Josealdo Tonholo, destaca que o evento … “representa o anseio da comunidade de Ciência Tecnologia e Inovação de interagir, após dois anos de pandemia, trazendo a produção do Mestrado Profnit ao lado de mesas de discussão sobre importantes temas da CTI, contribuindo de forma definitiva para a construção de um futuro do país alicerçado em conhecimento e muita inovação.”

Organizado de forma híbrida, serão oferecidas atividades presenciais e virtuais. Dentre as exclusivamente presenciais estão as sessões de Matchmaking – reuniões de aproximação entre potenciais parceiros – que ocorrerão após as sessões de pitch invertido – onde as empresas/governos apresentam demandas e desafios tecnológicos para as ICTs como explica Olivan Rabêlo, que lidera a organização do evento “identificamos grande interesse na exposição de desafios para ICT, este espaço estará garantido no evento”. Por meio de uma plataforma, os participantes poderão inscrever e agendar a apresentação dos desafios.

Outro destaque é a sessão (híbrida) de apresentação de Soluções e Boas Práticas para Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs), denominada ‘Conte-me algo que não sei’. Segundo a vice-presidente do Fortec, Ana Torkomian “o ‘Conte-me’ é uma tradição do Fortec, todos se beneficiam em conhecer soluções desenvolvidas pelos NITs para problemas relacionados ao exercício das atividades”. Este ano está prevista premiação para o melhor ‘Conte-me’ apresentado.

A programação científica está recheada de discussões que irão aprofundar a cooperação entre academia-governo e empresas em prol da inovação.  Serão apresentadas e discutidas diversas oportunidades para o ecossistema de inovação na área de financiamento e políticas públicas; assim como boas práticas e iniciativas empresariais em prol da inovação. A programação preliminar pode ser conhecida em: https://fortecprofnit2022.com

Na programação do evento é possível identificar diferentes momentos de apresentação de trabalhos de egressos e alunos do Profnit. “os egressos são profissionais que desenvolveram soluções para gestão da CT&I como trabalho final do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para inovação”, aponta Wagna dos Santos, coordenadora acadêmica nacional do Profnit.

Já Silvia Uchoa, diretora do FORTEC e Profnit, destaca que a apresentação de trabalhos orais dos alunos Profnit durante a programação do evento é uma oportunidade do público conhecer a diversidade de temas que o Profnit/Fortec trabalha “as sessões são divididas em temas como: empreendedorismo; gestão e políticas públicas; inovação tecnológica; inteligência artificial; propriedade intelectual; prospecção em diversas áreas; tecnologias sociais; transferência de tecnologias, dentre outras. “O evento é uma oportunidade interessante para conhecer melhor os profissionais de CT&I que atuam em empresas e ICTs e estabelecer interações virtuosas e potenciais negócios”, complementa.

Serviço:

Local do evento: SEBRAE AL

Rua Dr. Marinho de Gusmão, 46 – Centro, Maceió – AL

Endereço virtual para inscrições: https://doity.com.br/fortecprofnit2022

– Como participar do evento?

Acesse o site: https://fortecprofnit2022.com e conheça os detalhes do evento: atividades, modalidades de inscrição e últimas notícias.

O primeiro lote de inscrições vai de 29/07/22 até 19/08/2022, com preços promocionais. Veja as categorias de ingresso em: https://doity.com.br/fortecprofnit2022

– Quais são as oportunidades para inscrição de trabalhos?

1 – Apresentação de trabalhos para o ProspeCT&I 2022 (online)

Veja o regulamento: https://periodicos.ufba.br/index.php/nit/about/submissions

 Data limite para o envio de trabalhos: 07 de agosto de 2022

Mais informações em: https://profnit.org.br/datas

2 – Sessões ‘Conte-me algo que não sei’ 

O “Conte-me algo que não sei”, é o espaço para compartilhamento de experiências práticas entre os participantes do evento.

Para inscrever seu case na atividade ‘Conte-me algo que não sei’ é simples. Basta submeter proposta via plataforma, em arquivo word com os tópicos abaixo:

Nome completo: E-mail; Instituição e cargo que ocupa: Cidade; Título do caso a ser compartilhado; Área de aplicação (tecnológica, gerencial/administrativo, outro); Descrição do caso; Lições aprendidas; Impacto no NIT e na instituição; Como outras instituições podem utilizar a experiência.

Submissão: Após efetivar inscrição no evento, se dirigir a área: ‘Submissão de Trabalhos’ na Plataforma.

Uma comissão fará a seleção das propostas, e os aprovados serão convidados a apresentar o trabalho no evento, no dia 4/10 durante a sessão de 17:30 até 19:30, e/ou publicar no site do Fortec.

Data limite para o envio de trabalhos: até 16 de setembro de 2022

3 – Sessões ‘Pitch invertido’

Em breve

4 – Matchmaking

Em breve

Como apoiar ou patrocinar o evento?

Contatos para apoios e patrocínios: evento2022@fortec.org.br

Lygia Magacho e Olivan da Silva Rabêlo

Contato para Comunicação:

Karla Montenegro (karlabernardo@gmail.com)

Dúvidas sobre o evento? Envie seu email: fortecprofnit2022@fortec.org.br